Série de fotos mostra a sensualidade e o exotismo da dança burlesca em Nova York

“O fotógrafo Leland Bobbe registrou as estrelas contemporâneas da dança burlesca de Nova York. O termo é oriundo do século 16, mas as características atuais remontam à apresentações do século 20, com fantasias elaboradas, performances satíricas e sensualidade.

As estrelas retratadas no ensaio representam uma nova fase desse tipo de performance, que ficou conhecida como dança neo-burlesca.

O novo gênero começou a aparecer na década de 1990 com um tom mais tenso, questionando os limites entre os gêneros sexuais e abordando questões políticas.

Após pesquisar a cena de dança neo-burlesca de Nova York, o fotógrafo Leland Bobbe percebeu que as fotos eram sempre da performance ou de backstage. Por isso, ele decidiu criar retratos de estúdio para mostrar quem são os homens e mulheres que representam essa manifestação artística.”

A galeria da série Neo-Burlesque se encontra no seguinte <link>

Image

Fonte: Catraca Livre

Peça Clarice, Virgínia e Catarina

Imagem

Baseada nos contos “À Procura de uma Dignidade” e “A Imitação da Rosa”, ambos de Clarice Lispector, a peça se passa na cobertura de um prédio no vale do Anhangabaú e, para discutir o papel da mulher na sociedade, evidencia o contraste entre a metrópole e a vida doméstica.

Casa de Cultura da Mulher – CIM

Até o dia 6 de dezembro, todas as quintas e sextas-feiras, às 19 horas.

Rua Coronel Xavier de Toledo, 210 República – Centro.

Telefone: (11) 3151-3660.

Ingresso: R$ 10,00.

Fonte: http://guia1.folha.com.br/guia/teatro/drama/1880347/clarice_virginia_e_catarina?genre=Drama

Direitos das mulheres: a ilusão da igualdade

Atualmente se tem a consciência da necessidade dos direitos das mulheres serem respeitados e, mais do que isso, assegurados pelo Estado. No Brasil,o exemplo mais conhecido é  a existência da lei 11.340, mais conhecida como Lei Maria da Penha, que prevê punições mais severas à agressões feitas a mulheres, sejam essas agressões físicas ou até mesmo verbais e psicológicas.
Não há como negar que ocorreram vários avanços durante a história que permitiram que as mulheres pudessem viver melhor e mais livremente, como por exemplo, a concessão do direito ao voto e o acesso à anticoncepcionais, porém ainda hoje se podem perceber  traços de todo uma ideologia extremamente machista enraizados na sociedade e em seus costumes.

UN_Women_Horizontal_English_Blue_TransparentBackgroundEm 2010, a Assembleia Geral das Nações Unidas criou a UN Women, uma entidade especial que trata de assuntos de igualdade de gênero e a qualificação das mulheres. Com esse intuito, a Organização promove diversas campanhas a fim de divulgar a causa e expor a emergência do debate acerca dos direitos das mulheres atualmente. Afinal, temos ou não os mesmos direitos que os homens? O mundo nos vê como pessoas fortes e independentes ou ainda como o “sexo frágil”?
A nova campanha da organização é surpreendente e preocupante ao mesmo tempo. Ela retrata pesquisas REAIS feitas no Google por usuários da internet no dia 09 de março deste ano. Pesquisas que provam como o machismo ainda predomina na atualidade, reproduzindo estereótipos e minimizando a importância da mulher na sociedade.

 serem disciplinadas

Mulheres precisam:
ser colocadas em seus lugares;
ser controladas;
ser disciplinadas

A sociedade, diferentemente do que muitos acreditam, não é igual, e essas pesquisas apenas confirmam a necessidade urgente de se continuar discutindo sobre o direito das mulheres pelo mundo.

Mulheres deveriam:  ficarem em casa serem escravas ficarem na cozinha não falarem na igreja

Mulheres deveriam:
ficar em casa;
ser escravas;
ficar na cozinha;
não falar na igreja

Assista o vídeo de divulgação:

 

 

 

 

 

Grupo de estudos sobre feminismo na UFABC

Imagem

Com iniciativa de alunos de graduação da Universidade Federal do ABC (UFABC), o grupo de estudos sobre o feminismo se propõe a explorar, em uma abordagem mais aprofundada, a história e a literatura da luta feminista através dos anos.

Serão 4 encontros neste ano, que acontecerão do dia 28 de novembro ao dia 19 de dezembro, toda quinta-feira, na sala 204 do Bloco Alfa I, na UFABC câmpus São Bernardo do Campo, das 15h às 16h30. O grupo é aberto ao público.

Feira das Diversidades

No dia 10/11/13  ocorreu a feira das diversidades, no campus da UFABC de São Bernardo do Campo, contamos com as mais variadas atrações e estavam todas maravilhosas, indo desde  uma deliciosa feira vegana, passando pelo Centro de Referência do Idoso (artesanato e demais trabalhos customizados), agendas culturais, instrumentos musicais artesanais, artesanatos com palha e fibra de bananeira, oficinas diversas até show de palhaços!Marcamos presença com nosso clube de trocas, que propõe a descapitalização dos objetos e a troca de saberes, realizamos varias trocas, foi um sucesso.

É de conhecimento histórico a condição desfavorável que certos grupos sociais ainda enfrentam para ser ouvidos, respeitados e ter seus direitos civis, políticos, sociais e humanos assegurados na e pela sociedade.

Por isso, o intuito deste evento foi focalizar e celebrar a existência desses grupos, de modo a valorizar suas diversidades e trazer suas demandas ao conhecimento do público, abrindo espaço para o debate e para a apresentação de seus trabalhos de educação e conscientização.

IMG00358 IMG00360 IMG00361 IMG00362 IMG00363 IMG00364 IMG00365 IMG00366 IMG00370 IMG00373 IMG00377 IMG00378

3ª Feira de Trocas Solidária

almaNo próximo sábado, dia 16, acontecerá a 3ª Feira de Trocas Solidária no barracão do Coletivo ALMA, em Itaquera. A  Ação Libertária Meio Ambiente (ALMA) é uma associação sem fins lucrativos que desde 2003 realiza ações de educação ambiental objetivando a mobilização da sociedade em prol da sustentabilidade e ecologia.
O evento tem como por objetivo divulgar a economia sustentável,  promovendo uma reflexão sobre o consumo consciente.
Objetos em bom estado, saberes e serviços poderão ser trocados através de moeda social que será utilizada durante o evento. Durante o dia todo serão oferecidas atividades como oficinas de culinária, ensino de línguas e contação de histórias, tudo com o objetivo de substituir a ideia original de acumulação de bens pela cooperação e solidariedade.
Participe!

Endereço:
Av. João Batista Conti , 1445
Itaquera – Leste
São Paulo
(11) 2056-0253
Mais informações em: Coletivo Alma

Oficina Escrita Criativa

Imagem

Nesta quinta-feira, dia 14 de novembro, começa a Oficina Escrita criativa, que vai até dia 19 de dezembro, todas as quintas-feiras, das 14 horas às 16 horas, no Espaço de Vivência do Bloco Beta. A oficina faz parte do Projeto de Extensão Diversidades em Performances e tem como objetivo criar um ambiente acolhedor para estimular as pessoas a se expressarem através da escrita, porque todo mundo tem uma história para contar, com exercícios práticos de “brincar com as palavras”, em três eixos: descrição, narração e poética. Ao final do curso será emitido certificado de horas para os participantes. A oficina é gratuita e aberta ao público, é só chegar, participar e se divertir!

Oficina Escrita Criativa

Data: De 14 de novembro a 19 de dezembro, todas as quintas-feiras.

Horário: das 14 horas às 16 horas.

Local: Universidade Federal do ABC (UFABC) câmpus São Bernardo do Campo, Espaço de Vivência do Bloco Beta.

Endereço: Rua Arcturus, 03 – Jardim Antares – CEP: 09606-070 (Próximo ao supermercado Carrefour Vergueiro e ao Ginásio Poliesportivo Adib Moyses Dib).

Mais informações no blog: http://oficinaescritacriativaufabc.wordpress.com/